1º a 7 de Agosto – Semana Mundial da Amamentação

Desde 1992 a Semana Mundial da Amamentação é comemorada de 1º a 7 de agosto e foi definida pela OMS e pela Unicef com base na Declaração de Innocenti, assinada em 1º de agosto de 1990.

A Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) faz parte de uma história focada na sobrevivência, proteção e desenvolvimento da criança. Atualmente, é considerada um veículo que promove o aleitamento em 120 países.

O tema deste ano traz um assunto amplo, que vem de encontro a uma situação atual do mundo: “A amamentação como chave para o desenvolvimento sustentável”. Este assunto exige uma reflexão que ultrapassa os limites da questão ecológica do aleitamento, já que amamentar reduz morbidades, mortalidade, desigualdades, violência e danos ambientais.

No Brasil somente cerca de 9% das crianças são amamentadas exclusivamente do leite materno. A média é de apenas 54 dias de amamentação por criança. Estes números são as evidências das quais precisamos para entender a urgência da necessidade de participação e colaboração de todos em prol do aleitamento materno.

O leite materno é um alimento completo que apresenta uma fácil digestão e contém os nutrientes e a quantidade de água necessária, além de fornecer anticorpos para a criança, ajudando na sua imunidade. É um produto que está sempre na temperatura adequada e pronto para o consumo. Diante disso, fica clara a sua importância. Entretanto, podemos citar ainda outros pontos importantes que vão além da nutrição, tais como:

Proteção contra doenças respiratórias;

Proteção contra alergias;

Proteção contra diarreias;

Diminuição dos riscos de pressão alta (hipertensão), colesterol alto e diabetes;

Redução das chances de obesidade;

Melhora no desenvolvimento da fala;

Melhora na respiração;

Garante uma maior interação entre a mãe e o bebê;

Ajuda no desenvolvimento emocional e cognitivo da criança.

Além da amamentação, é importante a criança ter um acompanhamento médico já em seus primeiros dias. O bebê deve ir ao pediatra pela primeira vez até 5 dias após o nascimento, sendo que a segunda consulta deve acontecer até 15 dias depois do nascimento do bebê para o pediatra avaliar e acompanhar o ganho de peso, a amamentação, o crescimento e desenvolvimento do bebê e o calendário de vacinação.

Agende uma consulta com um Pediatra parceiro da DR.EXAME.

Deixe uma resposta